Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Marcelo Callado costura afetos, sons e poéticas no álbum ‘Musical porém’

Compartilhe:
filho-da-puta

O encarte da edição em LP duplo do álbum que Marcelo Callado lança nas plataformas digitais na próxima sexta-feira, 8 de dezembro, é fundamental no projeto gráfico criado por Celina Kuschnir para o disco Musical porém (RockIt! / Embolacha). É que o encarte, cuja imagem sugere colcha de retalhos na qual estão impressas as letras e as fichas técnicas das 20 músicas do álbum, é a mais perfeita tradução visual deste farto disco em que o compositor e instrumentista carioca alinhava e emenda sons, vozes e poéticas com produção orquestrada pelo próprio Callado com Igor Ferreira.

A costura resulta fina, elegante e sincera, ainda que, como toda colcha de retalhos, extraia beleza da harmonização de elementos díspares que, se reunidos em outro contexto, poderiam denotar falta de unidade. Em Musical porém, segundo álbum solo do artista, o amor, a poesia e o afeto parecem ser a linha que amarra músicas que, na gravação, vão do samba ao rock. No LP duplo, a costura faz mais sentido pela divisão das músicas em quatro lados (A, B, C e D), ainda que não haja rigores excessivos nessa disposição.

A poesia concreta que brota entre as vozes e sons aglutinados na música-título Musical porém (Marcelo Callado), alocada como a segunda faixa do lado A, reverbera nas duas últimas músicas do lado D, À toa (Marcello Callado) e Adeusdeusa (Marcelo Callado), temas em que as melodias soam casuais, como meros pretextos para que se arme o engenhoso jogo de palavras do músico poeta.

Projetado como baterista da BandaCê (criada por Caetano Veloso a partir da repercussão do álbum Cê, de 2006) e do quarteto Do Amor, Callado se exercita como instrumentista polivalente no álbum, pilotando guitarras, violões, baixos, percussões, pianos e até baterias. Contudo, trata-se de um álbum solo somente no sentido da criação. A formatação foi coletiva, com os toques de músicos amigos da cena contemporânea da cidade do Rio de Janeiro (RJ), como o excepcional guitarrista Pedro Sá e os baixistas Bruno Di Lullo (parceiro e convidado de O homem nada), Gabriel Bubu e Ricardo Dias Gomes.

Aberto com Nascer, música feita por Callado sobre poema de Carlos Drummond de Andrade (1902 – 1987) publicado no livro póstumo Receita de ano-novo (2015), o álbum alterna delicadeza e pressão, elementos aglutinados na música Super supero (Marcelo Callado e Julia Naidin). No lado A, a linguagem do rock é expressada em Boa noite, Cinderela (Marcelo Callado) somente com a combinação da voz eficaz do cantor com o toque noise das guitarras do próprio Callado. Há na faixa intencional sujeira que ressoa entre os ruídos de Ser e não ser, música composta por Callado a partir de poema de Chacal, cuja voz é ouvida na récita dos versos entre ecos do punk e do titânico Arnaldo Antunes, artista que também conjuga música e poesia (por vezes concreta).

Em clima mais leve e lúdico, o lado B cai no suingue, abrindo com samba, Do tempo do onça, composto e cantado por Callado com o parceiro Rubinho Jacobina entre o remelexo baiano e a manemolência carioca. Formatada entre o samba e o rock, Passe de mágica (Marcelo Callado e Jô Hallack) ilude com o jogo armado pela autora da letra, Jô Hallack, com as palavras-títulos da música-poema.

Após o mix de guitarras e percussões que pauta Brincar é preciso (Marcelo Callado), música feita sob encomenda para Nina Becker com o intuito de ser parte da trilha sonora de desfile de marca de roupa, o álbum recai no suingue de Sentidos (O olfalto faltou!) (Marcelo Callado), faixa em que o arranjo esboça a imagem de cada verso da estrofe final, procurando sintonizar música e letra.

Aberto com a voz infantil de Cora Becker (filha de Callado com Nina Becker) no apaziguador acalanto Calma corista (Marcelo Callado), gravado com canto angelical, o lado C do álbum Musical porém puxa novamente o fio do afeto com Uma corda preta e branca, parceria de Callado com a filha de cinco anos. A letra é declaração de amor à filha do artista. Sobra do álbum Gambito Budapeste (2012), gravado por Callado com Nina Becker e lançado há cinco anos, Londres / Amsterdã (Marcelo Callado) se mantém nesse clima familiar ao reabrir diário de viagem.

Nessa rota, a bela balada em inglês Night paradise (Marcelo Callado e Caroline Bittencourt) parece ecoar sons do exílio londrino de Caetano Veloso, artista também evocado, mas aí em tom intencionalmente fora da ordem, em Olhando para baixo (Marcelo Callado e Gustavo Benjão), crítica ao vício em celulares e redes sociais que isola, mais do que conecta, o ser humano no século XXI.

Música apresentada na abertura do lado D, Fica (Marcelo Callado) traz o álbum Musical porém de volta para o trilho do rock, com um toque de anos 1970 que se amplifica em Não baby, música composta e cantada por Callado com o parceiro Jonas Sá. Nessa espiral do tempo, Particípio passado (Marcelo Callado) é música introduzida por violão novo baiano, mas, aos poucos, os vocais trazem a faixa para épocas ainda mais longínquas, remetendo aos Beatles.

Enfim, são muitas as referências e sonoridades costuradas por Marcelo Callado entre as 20 músicas do álbum. Como todo disco duplo, Musical porém às vezes parece pecar pelo excesso. Só que as cores dos retalhos soam vivas, realçadas por afetos e sons do artista. (Cotação: * * * 1/2)

(Créditos das imagens: Marcelo Callado em foto de divulgação de Fátima Pombo. Capa e encarte do álbum Musical porém)

Deixe seu comentário:

Curta no Facebbok

Siga no Instagram

  • Confraternizao 96fmbaturite  Foto flaviosilvaofc
  • Confraternizao 96 FM  Fotos flaviosilvaofc
  • Confraternizao Famlia 96 FM Fotos flaviosilvaofc
  • Time de profissionais da 96fmbaturite  flaviosilvaofc renatinha96fm marialins96fm radiohellip
  • Programa Encontro com Maria Lins recebemos o cantor Carlinhos Melodiahellip
  • Em 2018 a 963 FM  a sua melhor companhiahellip
  • Oua a Radio 96 FM em qualquer lugar atravs dohellip
  • Hoje no Programa Encontro com Maria Lins recebemos o cantorhellip
  • ENCONTRO COM MARIA LINS SBADO 2511 A PARTIR DO MEIOhellip
  • Oua a Radio 96 FM em qualquer lugar atravs dohellip